Serviços

BÊ-A-BÁ GLOBALIZADO

COMO?

Através do projeto de KIDS ON LINE. Uma proposta de INGLÊS COMO SEGUNDA LÍNGUA, para crianças de Minioficina até Oficina 4, sem nenhum custo adicional para os responsáveis.

CARGA HORÁRIA?

Efetivo contato com a Língua Inglesa durante todos os dias da semana escolar com a duração de 50 min de aula.

ONDE?
No próprio espaço do aluno, explorando salas de aula, parque, salas de atividades, etc…

QUEM ESTARÁ RESPONSÁVEL PELAS AULAS?

Professores especializados, treinados, fluentes no idioma, com certificação e didática.

COMO?

Através de atividades concretas e lúdicas, seguindo o conteúdo já desenvolvido pela própria EDUCAÇÃO INFANTIL, apenas sob uma nova ótica: a de aquisição de uma SEGUNDA LÍNGUA.

 

Fundamentação teórica

Qual a idade ideal para começar a aprender uma Segunda Língua? 
Para responder a esta questão, já é possível contar com a ajuda de conhecimentos científicos, produzidos em laboratórios de neurologia. Pesquisadores de diversas partes do mundo estão descobrindo que há etapas definidas para o desenvolvimento do cérebro das crianças, e informam que a inteligência, a sensibilidade e a linguagem podem e devem ser aprimoradas na escola, no clube e, especialmente dentro de casa. E a maior surpresa: o gosto pela ciência, pela arte e pelas línguas ocorre muito mais cedo do que se imaginava.

Nos bebês, o cérebro é um órgão de grande plasticidade. Seus dois hemisférios – o esquerdo e o direito – ainda não se especializaram. Isso só acontecerá entre os 5 e 10 anos de idade. Mais ainda, dentro de cada hemisfério, no nível do córtex cerebral, não se plugaram as terminações nervosas responsáveis por dons elementares, como a fala, a visão, o tato, ou tão refinadas quanto o raciocínio matemático, o pensamento lógico ou musical. O impressionante, nessas pesquisas, é mostrar que o dom de automodelagem tem curta existência. Vai do nascimento até poucos anos de vida, dependendo da função cerebral de que se trate. No caso da fala, sabe-se que essa capacidade se encerra por volta dos 10 anos de vida. “Já a partir dos 12 anos, a recuperação é como a dos adultos, ou seja, longa e difícil”, diz Paulo Henrique Bertoluccci, professor da Universidade Federal de São Paulo.

A partir dessas constatações, os neurobiologistas começaram a estudar o que chamaram de “janelas de oportunidades”. Da mesma forma que o sentido da visão depende de conexões feitas até os dois anos, e que os circuitos da linguagem se consolidam até um máximo de 10 anos, eles julgaram lícito cogitar que outros dons podiam ter também janelas de oportunidade que, uma vez exploradas, conduziriam a adultos com determinadas capacidades.

A revista NEWSWEEK usa uma imagem que pode parecer assustadora, mas que reflete bem o que os cientistas estão dizendo: a cada velinha de aniversário que uma criança assopra, é como se ela estivesse fechando janelas de oportunidade, que jamais serão abertas uma segunda vez. Essa hipótese antiga parece tão sedutora que múltiplos centros de pesquisa se lançaram em sua exploração. Confirmado. Musicalidade, raciocínio lógico-matemático, inteligência espacial, capacidades relativas ao movimento do corpo, entre outras, dependem de circuitos que são plugados logo na primeira infância, época em que a criança aprende a aprender. O tempo é essencial. “Não se pode ultrapassar a idade de maturação cerebral”, afirma o neuropediatra Mauro Muszkat, professor da Universidade Federal de São Paulo.

Ao nascer, um bebê é capaz de ouvir e identificar as nuances entre fonemas de todas as línguas. Entre o sétimo e o décimo mês de vida, porém, os sons articulados pela criança já correspondem a fonemas da língua materna. “Com um ano de vida, a criança perdeu muito a capacidade de identificar sons diferentes dos de sua língua nativa”, diz o neurologista Luiz Celso Vilanova. Os bebês ficam quase que surdos para sons ausentes de sua língua familiar. Na medida em que os circuitos neurais vão se ligando para, por exemplo, a língua portuguesa, a criança tem menos facilidade de identificar fonemas característicos de outras línguas.

A pesquisadora americana Patricia Kuhl, da Universidade de Washington, encontra assim a explicação para a dificuldade em se adquirir uma Segunda Língua, sobretudo após os 10 anos de idade. “Aprender, aprende”, afirma Erasmo Casella, neurobiologista infantil do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Mas sempre com sotaque, ou com maiores dificuldades”. Até o terceiro ano de idade, afirma o doutor Muszkat, a facilidade na aquisição da língua estrangeira é até quatro vezes maior do que entre os adultos. Cientificamente, portanto, está provado: é mais fácil aprender um idioma na primeira infância! (FRAGMENTO DE TEXTO DA REVISTA “VEJA” SOBRE A CONSTRUÇÃO DO CÉREBRO.


logo-personal-flex

Personal Flex é um horário estendido, vinculado à escolaridade regular, que oferece várias atividades esportivas e culturais, imersão na Língua Inglesa, tarefa de casa, momentos de recreação, banho e refeições. Pela manhã ou à tarde, 2 a 5 vezes por semana, antes ou após a escolaridade regular, com vários horários disponíveis.

Nosso quadro de atividades foi todo elaborado para oferecer um serviço de qualidade proporcionando às famílias maior flexibilidade de horários, dias e atividades.

Durante o ano, acontecem apresentações das atividades do Personal, quando os responsáveis têm a oportunidade de conhecer e participar do trabalho desenvolvido.

Atividades oferecidas*:
· Judô
· Futebol
· Natação
· Karatê (novidade para 2016)
· Ginástica artística
· Ginástica rítmica
· Balé
· Tênis de quadra
· Tênis de mesa
· Capoeira
· Teatro
· Artes
· Expressão corporal
· Música

*Consulte a disponibilidade em cada unidade.

Informe-se na secretaria sobre o quadro de atividades ( dias e horários).

A prática da atividade física na infância é fator primordial para o desenvolvimento de hábitos saudáveis.

Veja alguns benefícios que a atividade física traz para criança:
1. Maior energia e vigor para a realização das atividades diárias;
2. Melhora a flexibilidade, a coordenação motora, o equilíbrio, o ritmo e a noção espaço-temporal;
3. Melhora a autoestima e a socialização;
4. Aumenta o rendimento escolar;
5. Ajuda a relaxar e a dormir melhor;
6. Reduz as condições para o desenvolvimento de doenças crônicas, enquanto adultos: pressão alta, altas taxas de colesterol, doenças do coração.
7. Fortalece os ossos, músculos, coração, pulmão e sistema circulatório.

Ao escolher a atividade física para criança, devemos respeitar o gosto pessoal de cada uma e é muito importante também prestar atenção na fase de desenvolvimento em que ela se encontra.

Dicas:


2 a 5 anos – Essa é a fase do movimento!! A criança precisa de atividades ligadas à maior descontração e liberdade possíveis, utilizando sempre a brincadeira e o espírito lúdico nessas atividades. É através do movimento que a criança explora, aprende e se relaciona com o meio e com o outro.

6 a 12 anos – É a fase de maior desenvolvimento das habilidades.
Aqui a criança “aprende” a viver em grupo, a respeitar regras, assim como todos os componentes de rendimento esportivo e capacidades físicas.
Essa fase ainda não é de preocupação com competições e resultados. As competições devem ser em forma de festivais, onde todos recebam medalhas e sejam valorizados por participar e não por vencer.


logo-nutricao

O que é a Nutrição?

O trabalho de Nutrição que desenvolvemos se constitui, basicamente, de um longo processo de Educação Alimentar, onde oferecemos condições adequadas para a formação de hábitos alimentares mais saudáveis, pois além de ser a alimentação uma das necessidades vitais do ser humano, também atua como fator de prevenção de doenças e promoção de saúde.

Ao ingerir uma alimentação balanceada, variada e ajustada as suas necessidades, a criança estará criando condições para um melhor desempenho de suas atividades físicas diárias, bem como garantindo uma qualidade de vida melhor.

Cardápio e Avaliação Alimentar para Horários Integrais
Nosso cardápio consiste de alimentos variados e naturais, baseados sempre na safra. Procuramos oferecer preparações que atendam às necessidades das crianças, contribuindo com o processo de mastigação e Educação Alimentar. Serão 04 cardápios diferentes a cada três meses. Após o último cardápio, repetiremos o primeiro da sequência e assim sucessivamente, onde teremos novamente a série de 04 cardápios.

Os responsáveis receberão uma cópia dos cardápios e poderão acompanhá-los semanalmente. Todos os alimentos são colocados no prato separadamente, para que o aluno possa identificá-los e para que os profissionais possam fazer a avaliação alimentar. Cada refeição é avaliada separadamente, seguindo na agenda escolar o que foi ingerido e sua porção quantitativa.

Assuntos Gerais


1. Caso o aluno siga um regime alimentar diferente do apresentado pela escola, deverá ser analisado pelo setor de Nutrição, para checagem da viabilidade de tal dieta e seu acompanhamento.

2. Se o aluno não estiver acostumado ao cardápio da escola, será feita uma avaliação seguida de adaptação à alimentação oferecida.

3. Para qualquer dúvida ou esclarecimento, favor marcar na secretaria uma entrevista com a nutricionista da escola.


logo-pediatria

Por estarmos com seu filho em nosso convívio, gostaríamos de esclarecer sobre a rotina de nossa escola e nos colocar a sua disposição para o esclarecimento de quaisquer dúvidas.

A atuação do serviço médico de PEDIATRIA é voltada à prevenção e observação de manifestações anormais na saúde das crianças, respeitando a conduta médica orientada pelos pediatras particulares, mas com autonomia para realizar as primeiras medicações ou medicações de emergência, com base nas orientações da ficha médica individual do aluno, preenchida pelos responsáveis.

ORIENTAÇÕES E CONDUTAS DA PEDIATRIA / MEDICINA PREVENTIVA


1. Os medicamentos prescritos pelos pediatras particulares devem vir anotados na agenda quanto à dosagem, horários e possíveis reações visando, com essa exigência, evitar riscos na má administração dos mesmos.

2. Como conduta precípua, procedemos a higienização de todo o material do lactário e dos brinquedos que podem ir à boca.

3. Na Oficina da Criança temos sistema de filtragem central de água, que proporciona água filtrada em todas as dependências do prédio escolar.

4. Controle do estado de saúde dos funcionários e cobrança na higienização das mãos, após a troca de fraldas, no Berçário e Educação Infantil.

5. Afastamento temporário de qualquer criança ou funcionário com alguma doença infecto-contagiosa, só sendo permitido o retorno com o atestado de alta do pediatra particular ou clínico.

6. Exame de crianças que estão apresentando qualquer intercorrência, com alerta aos pais que entrem em contato com o respectivo pediatra, para consulta e orientação.

7. Em casos de acidentes ocorridos com as crianças dentro do espaço escolar, a comunicação com a família será imediata e o aluno será encaminhado ao atendimento que se fizer necessário.

OBS: ENTENDEMOS QUE QUANTO MAIS RÍGIDOS FORMOS NA EXIGÊNCIA DESSAS MEDIDAS, MAIS SAUDÁVEL SERÁ O AMBIENTE QUE SEU FILHO ESTARÁ FREQUENTANDO.


logo-senses

O Faria Brito tem uma nova concepção de curso de inglês, com diferentes níveis para diferentes faixas etárias, a partir de 7 anos. As aulas serão ministradas duas vezes por semana para Juniors com duração de uma hora e meia, Teens e Advanced com duração de duas horas, com preparação para os exames da Universidade de Cambridge.

Um curso dinâmico, inovador e com a segurança e a tranquilidade de estar dentro de seu ambiente escolar.

JUNIORS

A partir do Ensino Fundamental 1.

Com esta idade, as crianças são estimuladas a ler e a escrever em inglês, sem deixar de lado a fala e a compreensão oral, aprendendo a estrutura básica da língua inglesa por meio de situações comuns do dia a dia.

Nesta fase, nosso trabalho recebe o suporte de livros didáticos e de literatura, trabalhos diversos, pesquisas projetos, jogos, filmes e muito mais! Os alunos de Juniors passam a ter domínio das diferentes habilidades do idioma e adquire uma autonomia cada vez maior.

TEENS e ADVANCED

A partir do Ensino Fundamental 2 e Ensino médio.

Neste período, o aluno tem a possibilidade de aprofundar o conhecimento das estruturas gramaticais adquiridas, bem como desenvolver a conversação a um nível mais avançado, para se chegar a excelência em leitura, compreensão e elaboração de textos desde aos mais simples aos mais complexos.

Buscamos desenvolver, assim, independência e autonomia totais no idioma, formando alunos capazes de expressar suas ideias de forma elaborada, com grande fluência e domínio da língua inglesa, até o nível de proficiência.